Setor de Afecções do Pé e Tornozelo do Adulto

AS ORIENTAÇÕES AQUI APRESENTADAS DESTINAM-SE AOS PACIENTES E SEUS FAMILIARES. FOI ESCRITA EM LINGUAGEM LEIGA,
EVITANDO-SE TERMOS TÉCNICOS. EMBORA NOSSA INTENÇÃO SEJA CONTRIBUIR COM INFORMAÇÕES GERAIS, ELAS NÃO SUBSTITUEM
AS ORIENTAÇÕES DADAS PELO SEU MÉDICO, QUE CONHECE OS DETALHES DO SEU PROBLEMA E PODERÁ, DE FATO, REALIZAR
ORIENTAÇÃO EFETIVA E PARTICULARIZADA.

Deformidade nos dedos menores do pé

Os dedos menores do pé são todos os outros, exceto o hálux. No pé do adulto o problema mais frequente nesses dedos são as deformidades que podem ser de vários tipos, mas a mais comum é a garra. Isto significa que o dedo vai encolhendo e, como consequência, provoca calosidades dolorosas no dorso do dedo, na ponta e na planta do pé. Esta condição tende a se agravar e a pessoa procura usar sapatos cada vez mais confortáveis para se sentir melhor e não tolera sapatos apertados. Com o tempo pode acontecer que o dedo se desencaixe da articulação e a situação piora muito. O dedo em garra é mais frequente na mulher por causa do tipo de sapato, mas pode aparecer associada a outras situações como artrite reumática.
O tratamento definitivo do dedo em garra é a cirurgia e outros métodos são apenas paliativos e não impedem que o problema se agrave. O ideal é operar assim que o problema começa porque a cirurgia é mais simples e o resultado é melhor. A pior situação é quando o dedo está desencaixado, sendo necessária uma técnica muito refinada que apenas o ortopedista familiarizado com a cirurgia do pé é capaz de realizar.