Setor de Afecções do Pé e Tornozelo do Adulto

AS ORIENTAÇÕES AQUI APRESENTADAS DESTINAM-SE AOS PACIENTES E SEUS FAMILIARES. FOI ESCRITA EM LINGUAGEM LEIGA,
EVITANDO-SE TERMOS TÉCNICOS. EMBORA NOSSA INTENÇÃO SEJA CONTRIBUIR COM INFORMAÇÕES GERAIS, ELAS NÃO SUBSTITUEM
AS ORIENTAÇÕES DADAS PELO SEU MÉDICO, QUE CONHECE OS DETALHES DO SEU PROBLEMA E PODERÁ, DE FATO, REALIZAR
ORIENTAÇÃO EFETIVA E PARTICULARIZADA.

Pé cavo

Pé cavo é também conhecido como pé alto, e se caracteriza pelo aumento da curvatura do lado de dentro do pé. Este tipo de pé pode ser familiar e existe em vários graus. Geralmente aqueles mais acentuados é que causam problemas. A forma mais comum de pé cavo é aquele que aparece na criança, em torno de 6 a 8 anos e, nestes casos o neurologista deverá investigar para ver se é um caso de neuropatia periférica tipo Charcot-Marie-Tooth (pronuncia-se charcô marrí tus), principalmente se houver outros casos de pés cavos graves na família [veja o que é essa doença na parte de ortopedia pediátrica]. O pé cavo causa uma série de problemas como calosidades dolorosas, deformidades nos dedos e desvio do calcanhar. Este tipo de pé não se adapta a palmilhas e o tratamento será cirúrgico. A cirurgia é tão mais ampla, quanto mais grave o pé.