Setor de Afecções do Pé e Tornozelo do Adulto

AS ORIENTAÇÕES AQUI APRESENTADAS DESTINAM-SE AOS PACIENTES E SEUS FAMILIARES. FOI ESCRITA EM LINGUAGEM LEIGA,
EVITANDO-SE TERMOS TÉCNICOS. EMBORA NOSSA INTENÇÃO SEJA CONTRIBUIR COM INFORMAÇÕES GERAIS, ELAS NÃO SUBSTITUEM
AS ORIENTAÇÕES DADAS PELO SEU MÉDICO, QUE CONHECE OS DETALHES DO SEU PROBLEMA E PODERÁ, DE FATO, REALIZAR
ORIENTAÇÃO EFETIVA E PARTICULARIZADA.

Junta de Charcot

Charcot (pronuncia-se charcô)é o nome de um médico francês considerado um dos pioneiros da neurologia. A chamada junta de Charcot (neuroartropatia hipertrótica) é uma alteração das articulações e seus ossos que pode acontecer nos membros inferiores (principalmente joelho e pé) das pessoas que não tem sensibilidade e se caracteriza por deformações progressivas, pequenas fraturas e, grande formação de osso. Podem surgir em decorrência de várias doenças como diabetes, mielomeningocele, lesões neurológicas, etc.
A junta de Charcot se desenvolve quando se perde a sensibilidade das articulações que vão se deformando e a pessoa não percebe. É uma alteração progressiva e que deve ser tratada precocemente. No pé o que acontece é que ele sofre deformação progressiva e surge edema crônico, com pouca ou nenhuma dor. A radiografia faz o diagnóstico. É muito importante ter o diagnóstico precoce e, nestes casos tenta-se tratamento com sapatos adequados, palmilhas, etc. Entretanto, se as alterações forem maiores, haverá necessidade de cirurgia, cujo tipo de operação varia muito de caso a caso.
Muitas vezes, a deformação do pé causa calosidades que depois se transformam em feridas e úlceras. Como a pessoa não sente bem o pé, elas vão se agravando e, com freqüência, se infectam e se transformam em osteomielite. Esta situação é muito grave.