Ortopedia e Traumatologia da Criança e do Adolescente

AS ORIENTAÇÕES AQUI APRESENTADAS DESTINAM-SE AOS PACIENTES E SEUS FAMILIARES. FOI ESCRITA EM LINGUAGEM LEIGA,
EVITANDO-SE TERMOS TÉCNICOS. EMBORA NOSSA INTENÇÃO SEJA CONTRIBUIR COM INFORMAÇÕES GERAIS, ELAS NÃO SUBSTITUEM
AS ORIENTAÇÕES DADAS PELO SEU MÉDICO, QUE CONHECE OS DETALHES DO SEU PROBLEMA E PODERÁ, DE FATO, REALIZAR
ORIENTAÇÃO EFETIVA E PARTICULARIZADA.

Infecções

Em ortopedia as infecções podem afetar a pele (furúnculos, abscessos), o músculo (miosite supurada), o osso (osteomielite) e a articulação (artrite). Geralmente as infecções produzem pus e a bactéria mais comum é o estafilococo, mas outras também podem estar presentes, dependendo da causa da infecção e da idade.
A bactéria pode atingir braços e pernas por contaminação de algum ferimento, fratura, etc., mas pode vir de alguma outra fonte de infecção como ouvido e garganta.
Os furúnculos e abscessos são muito comuns, dão febre, dor e inflamação local que vão piorando. Se não houver tratamento eles vazam. O diagnóstico é fácil, pode ser feito e tratado por qualquer médico. Usam-se antibióticos e, se houver pus acumulado, deve ser feita a drenagem com anestesia.
Quando o abscesso no músculo o diagnóstico é mais difícil porque não provoca inflamação visível. Há febre, dor no músculo que, muitas vezes fica endurecido. O diagnóstico pode ser feito ou confirmado pelo exame de ultrassom e o tratamento é uma cirurgia de drenagem e antibióticos.
As osteomielites e as atrites são mais graves porque o pus está no osso ou na articulação. Há grande dor que impede andar, mal estar, febre e o exame de sangue é alterado. É preciso tratamento médico com urgência, pois a infecção pode se espalhar pelo sangue e atingir outras regiões ou provocar choque infeccioso, que é muito grave. Além disso, a infecção destrói o osso e a articulação e pode deixar sequelas para o resto da vida.
O tratamento básico é com antibióticos aplicados na veia e a cirurgia para limpar o osso e a articulação. Se houver complicações como acometimento dos rins e coração isto deve ser tratado especificamente. Por isto, o pediatra e o infectologista sempre fazem parte da equipe que trata o paciente.
Um detalhe importante é que essas infecções não dão sinais precoces no raio-X e isto pode atrasar o diagnóstico.